Igreja Universal do Reino do Iuri


RSS Atom Add a new post titled:
Bloco de Lutas

> Em 2015-02-24 10:06, ******* escreveu:

>> Qual o motivo deste rompimento com o bloco? 

Desde que eu voltei pra Porto Alegre, em 2012, eu participo da esfera do bloco de lutas e desde aquela época se fala em sair do centro e ir pra periferia.

Desde o ano passado as pessoas dissidentes da comissão de organização do bloco vêm criticando, acusando e se organizando de forma paralela.

Chegou o momento onde a vanguarda da organização contumazmente toma decisões que já foram acordadas e concordadas em várias assembleias horizontais como indesejáveis e superadas.

Já tem mais pessoas que pensam de outra forma e que cansaram de ser massa de manobra de grupos e partidos políticos que não agem na transparência.

Eu entendo que isto era inevitável.

O que eu posso dizer aqui é que quem for pra frente da prefeitura hoje ta se arriscando desnecessariamente. As ações propostas pela comissão de organização e o trajeto da marcha são inaceitáveis, e não é falta de aviso ou acordo. Quem for pra lá é porque quer botar sua bandeira na zero hora e se vitimizar no feissebuqui. E eu também não sou massa de manobra de partido corrupto nem de organizações que não me respeitam.

Ontem foi lindo de ver um monte de gente que se bicava pegando junto pra se organizar com segurança e organização, sem a burocracia e o amadorismo que virou o bloco de lutas.
Posted
Social Democracia

Hoje foi o maldito dia em que o Grande Arquiteto do Universo quis que eu assistisse o “Jornal Nacional”. Não importa por que isto está acontecendo, o que importa é para que. Deve ser o Universo dizendo que eu tenho que vir aqui e escrever sobre política.

Porque eu tenho coisas mais importantes pra fazer do que ficar dando opinião, que é sempre burra, eu vou esboçar e depois eu volto periodicamente para melhorar o texto e consertar os erros.

Ler tudo >>

Posted
Apoio a Vicente

Em solidariedade e apoio à nota da FAG

Ler tudo >>

Posted
Esboço de manifesto pós masculinista (em construção)


Porquê?

Aos 16 anos, com muita ajuda de outras pessoas e um pouco do meu esforço, eu abri os olhos para o fato de eu ser um preconceituoso. Este é o tipo de coisa que depois de vista não pode ser desvista.

Desde este tempo eu venho estudando o preconceito, conhecendo tudo o que tem pra conhecer sobre isto, tentando entender como é que isto funciona, e como bom cientista que eu sou, experimentando, concluindo, reavaliando e aprendendo.

Chegou à minha atenção que o movimento de gênero mundial alcançou uma maturidade respeitável e é tempo de reavaliar conceitos de forma ampla, reciclando velhas ideias e propondo novas abordagens.

Considerando minhas inserções voluntárias e involuntárias, as minhas responsabilidades assumidas e as delegadas, e um pouquinho da minha capacidade intelectual e técnica, eu entendo que eu sou um dos responsáveis por protagonizar isto.

Ler tudo >>

Posted
Humanóide

Convido qualquer um(a) a refutar qualquer uma das afirmações daqui. Só assim eu posso melhorar o texto até que ninguém conteste.

Ler tudo >>

Posted
Urbanóide

Crônicas de um guerrilheiro urbano

Ler tudo >>

Posted
Ativismo

Quando eles votam nas eleições,

tu não vê mudança; políticos diferentes, mesma merda.

Quando eles usam arte para ilustrar problemas na sociedade,

tu pensa que é entretenimento, e somente ri.

Quando eles protestam pacificamente nas ruas,

tu diz “bom, eu é que não vou pra rua”, e segue na mesma.

Então quando eles queimam um prédio na avenida principal,

tu chama eles de ‘baderneiros’ e exige que eles protestem pacificamente.

Como exatamente tu espera que a sociedade mude?

Traduzido livremente do original em inglês por joepie91.

Posted
Carpinteiro do Universo

Agora que eu tenho um blog funcionando, posso acordar de madrugada pra escrever quando eu tenho que escrever.

Mas dessa vez não foi nem pra escrever que eu acordei. Eu acordei várias vezes porque eu não aguentava permanecer no mundo onírico.

Ler tudo >>

Posted
Agressividade

Ofensas

As pessoas podem se ofender com o que eu falo. Isto não significa que eu seja ofensivo. Eu sou, sim, agressivo. Extremamente agressivo.

Violentamente pacífico, talvez. Minha agressividade é dissoluta de ofensas porque um ofensor não tem controle sobre suas ações, e age movido por energia emocional.

Não estou dizendo que eu nunca, em momento algum, em nenhuma circunstância, ofendo. Estou dizendo que a grande maioria das minhas intervenções agressivas é friamente calculada e desprovida de ofensas, para não dizer que são todas. Agressivas, sim. Ofensivas, não.

Quem se ofende com o que eu digo ou escrevo é totalmente responsável pela ofensa.

Ser agressivo não configura crime e não é desrespeitoso. Agressividade é fruto de coragem e sabedoria.

Por exemplo, se eu digo que tu é burguês e fascista porque tu usa feissebuqui, e tu te ofende, é porque tu é imbecil pra caralho mesmo. Foda-te. Com todo o devido respeito.

Ler tudo >>

Posted
Feissebuqui

Antes de mais nada, um desabafo

Olha, eu sei que eu incomodo com esta história. Mas eu juro que não é de propósito. Eu juro que eu sou induzido a fazer isto e não tenho escolha. Eu realmente desejo sinceramente nunca tocar neste assunto. Mas é que não tem outro (assunto) e não sou eu o responsável.

Alguém poderia me dizer que eu tenho o poder de escolher o que é que chega em mim e sobre o que é que eu quero falar. Me entristece ver gente dizendo estas coisas. Porque essa gente não vive em sociedade que nem eu. Eu tenho interesse em nada. Eu sou pautado pelo que a sociedade que me cerca trata.

Quando eu escrevo sobre as coisas que eu acho interessante, ninguém lê. Eu monitoro aqui e não tem nenhuma visualização. As pessoas que gostam das coisas que eu gosto compartilham as experiências comigo nas filas das paradas de ônibus e em outros espaços menos frequentados.

Coisas como a cor das árvores e de suas folhas, a dicotomia do som dos carros e dos pássaros e como estas coisas influenciam a conjuntura política da sociedade são assuntos que eu preciso subverter e converter para conseguir transmitir através de parábolas pseudônimas ou anônimas.

Então este texto é pra ti e porque tu quer. Porque assim quem sabe teus pensamentos não ficam zunindo a madrugada inteira na minha mente.

Mais sobre a minha postura agressiva

Agora, ao assunto.

Ler tudo >>

Posted
I.U.R.I.

História deste blog

O primeiro blog em iuri.blog.br usava um script em perl pra mostrar uma página vermelha muito melhor do que qualquer outra coisa que eu já usei.

Depois, eu criei uma página estática html com uma arte do Goin e tinha nove blogs em Wordpress, cada um com uma cor. Comecei com sete blogs cada um da cor de um chakra, criei mais dois e pretendia criar um blog novo para cada ideia nova que eu tivesse.

Cheguei a usar Blogofile e Octopress.

Depois de comparar todos os softwares para blog - e antes que alguém argumente, eu usei mais do que está listado aqui nesta página - eu determinei que o melhor software para blog possível era Ikiwiki.

Eu sei o que é que vão dizer. Que existe um software para cada realidade e cada necessidade específica. Eu acho que ninguém mais acredita nesta merda, né? Escrever na internet não deveria ser difícil, e as pessoas que criam ferramentas deveriam se ajudar.

Qualquer ameba sabe que a grande maioria das ferramentas mainstream para escrever tem como principal foco garantir que alguém vai conseguir ganhar dinheiro com a ferramenta. A prova disto é que a maior parte do que está escrito está no Feissebuqui ou em alguma instalação do Wordpress.

Ler tudo>>

Posted

Este blog utiliza ikiwiki e está hospedado em Ninguém tem blog!.